Quilombo Namastê, Ubá, MG

Disciplina
Confluências quilombolas contra-colonização (2017.1)

Maria Luiza Marcelino é uma mulher determinada, forte, segura, simpática e muito caridosa. Começou sua vida de trabalho muito cedo, com cinco anos já tinha muitas responsabilidades ajudando sua mãe com os deveres de casa. Quando completou dez anos foi trabalhar na casa dos outros para complementar a renda e assim ajudar a cuidar dos quatro irmãos. Se casou aos vinte anos e se separou aos trinta e oito. Hoje, mãe de dois filhos, continua sua jornada de trabalho, com fé e foco de uma grande guerreira que não se deixa abater. É uma das principais lideranças do Quilombo Namastê (Ubá, MG), e escreveu o livro Quilombola: Lamento de um povo negro (2015).

Categories: mestras e mestres