Historiadora, professora e palestrante dentro da temática quilombola. Ativista e militante dos segmentos de luta em prol de direitos da população preta e quilombola, desde os anos 1990. Atua na linha de pesquisa sobre Povos e Comunidades Tradicionais da Universidade de Brasília. Diretora da pasta de Educação da Federação Quilombola de Minas Gerais (2008 – 2011), Conferencista e Conselheira da Igualdade Racial, guardiã da memória da quinta geração dos quilombolas Luízes, dá continuidade à luta pelo território atenta aos processos de conscientização na pauta de luta por direitos.

Miriam foi assistente da Mestra Maria Luzia Sidônio na disciplina “Políticas da Terra”, 2018/02.

Categories: mestras e mestres