Quilombo do Mato do Tição, Jaboticabutas, MG

Disciplinas
* Artes e ofícios dos saberes tradicionais, módulo “Cultura e cultivo dos quilombos” (disciplina piloto em 2014)
* Seminário Encontro de Saberes: conhecimentos tradicionais e conhecimentos científicos (disciplina piloto oferecida para a pós-graduação em 2014)
* Artes e ofícios dos saberes tradicionais: curas e cuidados (2015.1)
* Artes e ofícios dos saberes tradicionais: curas e cuidados (2017.1)

Nasceu em 1932 e vive no Quilombo do Mato do Tição, Jaboticatubas, MG. Ele é mestre candombeiro (uma manifestação de matriz afro-brasileira: candombe de Nossa Senhora do Rosário), mestre em encomendação das almas, folia de reis e, destacadamente, mestre terapeuta no cultivo da agricultura livre de agrotóxicos, e na promoção da saúde com recursos tradicionais. Entre os seus irmãos, é o Velho Siqueira que mais investe na agricultura familiar, prática à qual vem se dedicando desde que se aposentou. Concluiu em 2013 um curso oferecido pelo Departamento de Fitotécnica da Universidade Federal de Viçosa, envolvendo o aprendizado sistematizado da agricultura família e de terapias alternativas. Entre as terapias que aprendeu, pratica especialmente a homeopatia a base de micro-organismos eficientes ou de plantas (E. M.) e o diagnóstico por radiestesia. Cura plantas, animais e pessoas, preparando e aplicando remédios na base de folhas, cascas e raízes. Desenvolve a prática da cura na sua comunidade, e também no seu sítio, em área vizinha ao quilombo, onde recebe pessoas de diversas localidades do município e de Belo Horizonte. Segundo Seu Badu, a vida é onda, vibração, ciência e fé, conclusão que expressa uma qualidade do mundo que ele conhece desde cedo, através de seus antepassados dotados de saberes de curas e de alimentação com folhas e raízes do mato. Foi professor na Universidade Federal de Minas Gerais/UFMG em 2015 e 2016, na disciplina “Artes e ofícios dos saberes tradicionais: Curas e cuidados”.

Categories: mestras e mestres