Ervanário São Francisco, Sabará, MG

Disciplina
Artes e ofícios dos saberes tradicionais: curas e cuidados (2017.1)

Aparecida Ana de Arruda Vieira, mais conhecida como Tantinha é uma mulher forte guerreira, – mãe, raizeira, grande conhecedora das plantas medicinais e fitoterapia. Inicialmente com a profissão de costureira e mais tarde por necessidade de cuidar da saúde de sua família resgata dentro de si a herança deixada por sua avó raizeira. O inicio se deu com curso ministrado pelo Frei Capuchinho na Igreja próximo a sua casa. Porém Fernando seu marido foi contra e por muitas vezes até mesmo dificultou seu acesso à formação, entre tanto mostrando sua sabedoria, Tantinha expõe á seu marido a importância das plantas para cuidar de sua família, e o mesmo começa a fazer os cursos com ela.
A partir daí surge o Ervanário São Francisco de Assis, com o intuito de ajudar famílias do Alto Vera Cruz, bairro da periferia de Belo Horizonte, devido a dificuldades de acesso a saúde publica de qualidade. Posteriormente, com o crescimento urbano e dificuldades de acesso às plantas, o Ervanário é transferido para Sabará (MG), dando continuidade aos trabalhos.
Mais tarde, Tantinha aprende sobre medicina popular e começa fazer o xarope de umbigo de bananeira, para tratar bronquite (o mesmo dado a seu filho que melhorou as crises). Alia-se a Articulação Pacari, coletivo das raizeiras do cerrado, e inicia a defesa para o direito consuetudinário da medicina tradicional praticada pelas raizeiras. Com o passar dos anos ela começa a dar cursos sobre alimentação integral e uso das plantas medicinais na saúde da família, aumentando consideralvemente a cartela de produtos naturais produzidos e comercializados em feiras como a Terra Viva, feira agroecológica semanal que reúne diversos produtores de Belo Horizonte e região.

Categories: mestras e mestres