Johnn Nara Gomes é liderança política jovem do Tekoha Guaiviry e no movimento indígena Guarani-Kaiowa, especialmente na Retomada Aty Jovem (RAJ).

Neta da rezadora Odúlia Mendes e do líder político Nísio Gomes, esse último assassinado em 2011 na violenta luta pela terra em Mato Grosso do Sul.

Participou do Prêmio das Crianças do Mundo na Suécia em 2015, representando as crianças indígenas do mundo.

Atua como tradutora e mediadora dos interesses de sua comunidade, o território retomado e auto-demarcado do Guaiviry, junto a diversas instituições e redes de apoio nacionais e internacionais.

Formou-se em cinema pelo Programa de Extensão Imagem Canto Palavra no Território Guarani e Kaiowa (2014 e 2016).

É co-diretora de Ava Marangatu (2016, 15″) e Ava Yvy Vera (2016, 52″) que estrearam no Festival forumdoc.bh.2016.

O primeiro ganhou o grande prêmio da Mostra de Audiovisual de Dourados e participará da exposição de arte How to talk with birds, trees, snakes, bulls and lions no Bahnhoff​ Museum (Berlim, Novembro, 2018). O segundo ganhou melhor documentário nas mostras Cachoeira.doc (2017) e Cine Kurumin (2017), e diversos prêmios na Semana dos Realizadores (2017).

Atualmente, é bolsista de iniciação científica no projeto de pesquisa “Regimes de Conhecimento e Formas de Vida na Universidade: experiências e experimentos cosmopolíticos em face de conhecimentos tradicionais e outras epistemologias do (in)visível” e na organização do livro Te’e: Rezas e Filosofia Kaiowa de autoria de Valdomiro Flores e Tereza Amarília Flores, junto com a profa. Luciana de Oliveira (professora parceira no módulo Kaiowa de Políticas da Terra).

Categories: mestras e mestres