Glicélia Tupinambá ministrando aula na disciplina “Políticas da Terra” em 2018 na FaE UFMG

Edição Especial

Em defesa do sistema de cotas, das políticas afirmativas, e das “cotas epistêmicas” nas universidades públicas

Nessa edição especial do nosso boletim, centramos atenção à defesa do sistema de cotas e às políticas afirmativas, num momento em que todas as políticas de inclusão vem sendo duramente atacadas.

Destacamos atenção especial à necessidade da inclusão de outros saberes no ambiente acadêmico, tradicionalmente eurocêntrico e monoepistêmico, tomando como exemplo a forte experiência de passagem dos Mestres Tupinambá pelo nosso Programa na disciplina “Políticas da Terra”, em 2018, com Cacique Babau, Glicélia e Maria da Glória Tupinambá.

Recomendamos, assim, a leitura da nota escrita pelo professor César Guimarães, coordenador do nosso Programa: “Descolonizar a universidade, reafirmar e expandir as políticas afirmativas“.

Também recomendamos a conversa que tivemos com o professor José Jorge de Carvalho sobre o processo de construção do sistema de cotas raciais na UnB, além da implementação do que ele chamou de “cotas epistêmicas” com a criação dos Encontros de Saberes, processo a partir do qual nosso programa foi fundado.

Retomamos a conversa que o professor José Jorge teve com os Mestres Tupinambá da Serra do Padeiro, no sul da Bahia e a impressionante videoaula dada por esses Mestres em nosso programa.

Sugerimos ainda o Documentário de Daniela Alarcon: “Tupinambá: O Retorno da Terra” e a leitura de sua dissertação de mestrado na UnB sobre as retomadas da terra dos Tupinambá.

Fechamos o boletim com o canto pra caboclo no encontro Pisada de Caboclo organizado pela Casa de Caridade Pai Jacob do Oriente.

Faça a sua inscrição em nosso site para receber o boletim por email.

Acesse o boletim



Categories: boletim