É com imensa alegria que damos essa notícia!

Sueli Maxakali, Joelson Ferreira de Oliveira e Dirceu Ferreira Sérgio receberam o Título de Notório Saber na reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) realizada em 9 de setembro de 2021. O título, equivalente ao grau de Doutor, foi concedido por unanimidade de votos.

            Ao reconhecer os saberes dos povos indígenas e afro-brasileiros, a UFMG realiza um gesto descolonizador e dá um passo decisivo em suas políticas de inclusão. Agradecemos vivamente a todas e todos  ­– professores, estudantes, pesquisadores e gestores – que, coletivamente, tem participado desse processo que abre nossa universidade aos modos de vida, de criação e de pensamento não-eurocêntricos.

Sueli Maxakali, educadora, cineasta, escritora e liderança da Aldeia Verde (MG),  recebeu o título de Doutora em Letras: Estudos Literários.

Joelson Ferreira de Oliveira, agricultor, liderança do Assentamento Terra Vista (BA) e da Teia dos Povos, recebeu o título de Doutor em Arquitetura e Urbanismo.

Dirceu Ferreira Sérgio, capitão regente da Guarda de Moçambique da Irmandade do Quilombo Nossa Senhora do Rosário de Justinópolis (MG), recebeu  o título de Doutor em Estudos do Lazer.

A concessão do título de Notório Saber foi regulamentada pela Resolução Complementar do Conselho Universitário n. 01/2020, de maio de 2020.

Acesse aqui a resolução e saiba mais sobre o processo de concessão do notório saber:

https://ufmg.br/comunicacao/publicacoes/boletim/edicao/2091/conselho-universitario-regulamenta-reconhecimento-de-notorio-saber-pela-ufmg

Categories: boletim