Na foto de Erisvan Guajajara, grupo de guerreiras Guajajara que defendem a Terra Indígena Caru, no Maranhão. Dentre elas, estarão conosco Marcilene e Cícera

MESTRAS e MESTRES dos Saberes Tradicionais dão AULAS na UFMG

Neste semestre teremos dois novos cursos online:

DIREITO À EXISTÊNCIA – TERRITÓRIOS E CONFLITOS

com
Babau Tupinambá
Nailton Pataxó
Genito Gomes
Johnn Nara Gomes
Hayó e Ãngohó Pataxó
Cícera Guajajara da Silva
Marcilene Guajajara
Marinalva e Kezia Pataxó

Encontros quinzenais | quartas-feiras | de 14h às 17h30


ARTES E PERFORMATIVIDADES COMUNITÁRIAS

com
Isabel Casimira
Dona Júlia Ferreira da Silva
Sueli Maxakali
Gil Amâncio

Encontros semanais, segunda-feira, de 14:30 h às 17:00


Na Graduação, a matrícula será nos dias 12 e 13 de maio, pelo SIGA.

Na Pós-graduação, deve-se encaminhar o Requerimento de Matrícula para a Secretaria das Formações Transversais: transversal@prograd.ufmg.br até 17 de maio.


Ementas

1) DIREITO À EXISTÊNCIA – TERRITÓRIOS E CONFLITOS

Oferecido de maneira partilhada pelas formações transversais em Saberes Tradicionais e Direitos Humanos, o curso tem dois códigos. A matrícula deve ser feita em um OU em outro:

UNI 050 – Artes e Ofícios dos Saberes Tradicionais: Direito à Existência – Territórios e Conflitos OU UNI 111 – Tópicos em Direitos Humanos B: Perspectivas Contemporâneas B: Direito à existência, territórios e conflitos.

EMENTA: A disciplina propõe a aproximação com um conjunto amplo de mestres e mestras indígenas de diversos povos (Tupinambá, Pataxó, Kaiowá, Pataxó Hã-Hã-Hãe, Guajajara) que atuam, de diferentes formas e a partir de distintos saberes, nas lutas de retomada e demarcação de seus territórios originários, bem como nas lutas contra poderes econômicos e políticos que ameaçam e agem contra suas vidas e seus direitos, como o agronegócio e a mineração.

Professores parceiros: Luciana Oliveira e César Guimarães (FAFICH); Maria Fernanda Salcedo Repolês (Faculdade de Direito) e André Luiz Freitas Dias (FAFICH).


2) UNI 053 – SABERES TRADICIONAIS COSMOCIÊNCIAS: ARTES E PERFORMATIVIDADES COMUNITÁRIAS

EMENTA: Nesta disciplina discute-se a ideia de performatividades aproximadas das dimensões dos saberes e fazeres durante o ato experimental, onde se encontram uma série de operações que permeiam o processo de criação. Essas relações podem ser localizadas em tudo aquilo que antecede este processo, tais como os processos de aprendizagem de artistas, os percursos de formação e as referências poéticas que estabelecem diálogos nos modos de tecer conceitualmente uma obra, bem como as formas de organização de diferentes saberes que delineiam estilemas ou grafias de artistas.

Professores parceiros: Janaina Barros Silva Viana e Wagner Leite Viana (Escola de Belas Artes) e Renata Marquez (Escola de Arquitetura).

Categories: noticias